Pesquisar este blog

terça-feira, 11 de novembro de 2008

A parada do 174


No fim de semana fui ver o "Última parada 174", do Bruno Barreto. Gostei do filme, até chorei. Chorei mais pela força da história em si do que pelo filme, o filme é meio fraco. O diretor se preocupou demais em contar a história de Sandro e fez um filme meio corrido o que tirou um pouco da expressividade que o filme poderia ter e não teve. Até entendi o fato de o trecho do sequestro do ônibus ser "rápido" (um amigo que foi comigo reclamava disso), é como se dissesse "a vida dele não se resumiu àquilo", ou, "essa parte da história todo mundo conhece e viu". Ao fim do filme fica aquela estranha sensação do que "poderia ter sido, mas não foi".

Um comentário:

Marianne Malini disse...

Eu achei o filme superrrrrr fraco. Péssimo!