Pesquisar este blog

domingo, 9 de março de 2008

A dor de ser intelectual

Por esses tempos sofri discriminação. Sofri por ser intelectual! Me disseram (imaginar voz fanha): "Acho ridículo a pessoa ficar forçando uma intelectualidade". Fiquei puto, porque não estava forçando nada, estava conversando normalmente. Lembro-me de um fato que aconteceu no primeiro período do nosso curso. O professor ao falar de Foucault nos avisou que estávamos entrando por uma porta que já não tinha volta. Tornávamos intelectuais e não importa de qual classe social vínhamos nunca poderiamos voltar a ela, jamais seriamos aceitos em nenhuma delas. E isso me fica claro agora. Só posso conversar normalmente com amigos da universidade. Acho a maioria dos papos um saco por serem vazios e esconderem uma série de contradições... E o pior é que nem sou intelectual o bastante, pelo menos não como gostaria de ser. Há tanto ainda o que ler e aprender. Me sinto cansado e angustiado por isso.

2 comentários:

Akinogal disse...

See Here

luis disse...

rsrs entendo isso mas msm assim a "intelectualidad forçada" se define na nossa necessidade de conhecimneeto ...essa ,digamos , insaciável