Pesquisar este blog

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Porque homossexualidade não é pecado (parte 2)

Para ler a primeira parte deste texto clique aqui.

“Tu sabias que pecar não é fazer o mal: não fazer o bem, isso sim, é que é pecar.” P. P. Pasolini

Um dia estava num quiosque na praia de Coqueiral de Itaparica, em Vila Velha, que é freqüentado por homossexuais. Havia uma menininha por lá brincando. A pessoa que estava comigo disse: “Acho que ela não deveria estar aqui. Não é um bom lugar para uma criança, ela pode acabar se influenciando”. Fiquei indignado (especialmente porque a pessoa era também homossexual)! Perguntei se quando era criança se teve algum contato com o mundo GLBTT. Ele disse que não. E ao perguntar desde quando se via desejando alguém do mesmo sexo, ele me respondeu: “Sempre!”. Portanto, conclui que a menina não seria lésbica quando crescesse, só saberia respeitar as diferenças...

Como mostrei no trecho do texto que selecionei na postagem anterior, alguns cientista explicam a homossexualidade através de processos biológico-hormonais durante a formação e gestação do ser. Uma coisa natural própria da natureza humana. Além disso, a inclinação do desejo para pessoas do mesmo sexo costuma surgir muito cedo o que reforçaria a naturalidade do processo independente de qual seja sua causa.

Ora, se a inclinação do desejo para pessoas do mesmo sexo é natural, ou seja, faz parte da natureza do homem, qual seria a lógica divina de criar algo e fazer-la própria do ser só para depois proibi-la? O que teríamos é uma visão de um Deus sádico, não é?! Um Deus que cria algo para que o ser sofra durante toda uma vida em reprimir e recalcar a si mesmo. Seria como se criasse as asas nos pássaros dando-lhes total condição de vôo só que ao mesmo tempo o proibisse de voar fazendo com que se arrastasse a vida toda. Por que Deus criou o desejo para logo em seguida proibi-lo? Será assim mesmo que Deus é? Não para mim...

Sabemos que o cristianismo é uma criação humana: é a união do pensamento grego com o judeu. Infelizmente, na questão da homossexualidade esse construto absorveu a parte judaica e a filosofia platônica (de repressão aos impulsos e paixões) e não a prática grega onde isso era algo muito comum. Desta forma a Bíblia, base do pensamento cristão, está repleta de aspectos culturais de um povo arcaico que não possuía determinadas explicações do mundo e, dessa forma, sua leitura deveria levar essa questão em consideração, cabendo ao leitor separar o que é cultura de um povo e o que é ensinamento universal.

A questão aqui é não perder de vista que o pensamento religioso é ideológico e construído, assim como a própria razão o é (Nietzsche falava que o ser humano não é racional, é um animal que foi domesticado a pensar). Acredito que a s igrejas e seitas deveriam deixar sua posição de perseguição simbólica e passasse a aceitar os sujeitos com comportamento homoerótico e poupasse uma enorme parcela da sociedade de se sentir pessoas piores por serem elas mesmas.

Concluo esse texto chamando atenção para uma última contradição nos dogmas religiosos. Sabemos que a questão sexual, de procriação, às vezes, permanece num campo mais político da igreja (em especial na católica) e daí cria toda essa problemática que vai desde a questão homossexual até a opressão feminina. Mas se ignorarmos a questão sexual e pensarmos na parte afetiva, ou seja, que aqueles que são homossexuais amam pessoas do mesmo sexo (amor aqui visto no sentido de ‘eros’) temos a contradição máxima da igreja negando a si própria. Afinal, como ela pode condenar o amor se esse é – ou deveria ser – sua base, sua essência?

14 comentários:

hum tal de Diego! disse...

hauhauhua!!
adoro o que vc escreve...
fã mesmo.....quero ver agora o seu romance!

Elder disse...

Nossa gostei muito do que você escreveu simplismente magnifico você soube tratar um assunto tão delicado e polêmico de uma forma clara objetiva, demais muito legal.
=^-^=.

Anônimo disse...

Eu particularmente não gostei coisa nenhuma!
você leva o tema muito pro lado ateu!
Deus existe e se você não o aceita será apenas como um sino que tine, ou como um rio seco!
não tem sentido esses argumentos...
JESUS TE AMA...
O HOMOSSEXUALISMO AO MEU VER E A LUZ DA BÍBLIA É E SEMPRE SERÁ PECADO, DOA A QUEM DOER...
FALE A QUEM QUISER FALAR...
O importante é o Pecado Sempre Será Pecado, e quem o pratica já está condenado...
ATENÇÃO!!!
JESUS ESTÁ VOLTANDO PREPAREM-SE E CONVERTAM-SE A ELE TODOS OS PECADORES, INCLUSIVE OS AFEMINADOS E OS HOMOSSEXUAIS

Anônimo disse...

Olha pra dizer bem a verdade eu não Acredito que o homossexualismo seja doença não e também não acredito que o homem venha a nascer homossexual, isso tudo é mais coisa da mente humana.
Mas acima de Tudo é Um Pecado Grave aos Olhos de Deus...
Independente de você querer dizer que é implicancia de igreja A ou B, eu Acredito na Bíblia e sei que O Senhor Deus Jugará todos os homens que se guiarem por esse caminho e os condenará...
Quem tem ouvidos ouçam JESUS ESTÁ Voltando... Este comentário anonimo acima é a mais pura realidade...
JESUS TE ACEITA COMO TU ÉS...PORÉM ELE NÃO QUER VER O SEU PECADO TE DESTRUIR...
ELE NÃO TE CRIOU PRA SER UM PECADOR... E NEM HOMOSSEXUAL...

Luan Cunha disse...

Anônimos hipócritas e cegos! Se defendem tanto que a homossexualidade é pecado, porque não mostram seus nomes?!
Não estou dizendo que nós, homossexuais, somos santinhos. Somos pecadores como todo mundo, mas o fato de amarmos uma pessoa do mesmo sexo não torna nosso sentimento um pecado. Se estão me perguntando que homossexualidade é pecado, eu respondo: A promiscuidade, tanto hetero quanto homo, é que é pecado(aposto que vc, fundamentalistas preconceituosos e ignorantes não sabem nem o que é promiscuidade). Um amor puro e verdadeiro não pode, em hipótese alguma, ser pecado.
Vocês, que nos julgam,é muito fácil atirar a pedra na gente porque nunca sentiram na pele o que nós sentimos. Eu sei que nasci com esses desejos e pra mim são tão normais quanto o de vocês sentirem atração por um individuo de sexo oposto. E vocês não tem o direito de dizer ao contrário, pois são meus sentimentos, e somente eu tenho o direito de falar deles, e eu não vou mudar o que sou só porque vocês, fundamentalistas mesquinhos, querem que eu mude, porque isso só interessa a mim e não a vocês, e não vou abrir mão de minha felicidade por causa de ninguém. E eu tenho dito!!!

Zaza disse...

os fundamentalistas simplesmente so tem sexo 2 vezes na vida, para procriar. temos que os perdoar....

thitis disse...

TBM NÃO CONCORDO QUE SEJA DOENÇA NEM PECADO, O HOMOSSEXUALISMO, É APENAS ALGO NATURAL E PURO ASSIM COMO TODO RELACIONAMENTO SÉRIO!
por que não ha logica, nem ao menos fundamentos que façam do amor um pecado, o pecado está na infidelidade, na prostituição, enfim, agora, se você ama o PRÓXIMO qual o problema em lhe querer bem?
os dez mandamentos que são base de uma vida plena não discrimina e só por segui-lo o ser já seria salvo, (dificilmente alguém consegue)
DESCULPE MINHA ARROGÂNCIA MAS ATIRE EM MIM A PRIMEIRA PEDRA QUEM SEGUE OS MANDAMENTOS ASSÍDUO...
A BÍBLIA, ASSIM COMO TODOS OS LIVROS DO MUNDO, FOI ESCRITA EM UM CONTEXTO HISTÓRICO, UMA LINGUAGEM PROPRIA PARA ÉPOCAE PASSOU POR VARIA MUDANÇAS, (principalmente quando era restrita aos eclesiasticose ja serviu como uma forma de controle social)...
,DEVENDO SER INTERPRETADO LEVANDO EM CONTA ESTES E DEMAIS FATORES!

Antonio disse...

Sou cristão convicto, batista, homoafetivo (gosto deste termo, pois prevalece a questão afetiva, bem mais importante que a sexual...); tenho um companheiro há 10 anos, também cristão, assembleiano, maravilhoso e sou fiel a ele. Deus é sábio. Ele bem sabe que nós necessitamos de alguém para amar e ser amado. Não sei o que seria de mim se não houvesse encontrado meu companheiro que tanto amo! Estaria me aventurando por aí? Sofrendo a solidão? Me condenando por não viver quem realmente sou? A questão é bem mais ampla. Os fundamentalistas não podem julgar ninguém a partir da Bíblia. Nunca. Se eles viverem TUDO que, por exemplo, está no livro de Levíticos, eu deixo meu companheiro e me forço a me casar com uma mulher hoje mesmo! Muito fácil criticar e amaldiçoar, difícil é tentar ser empático e fazer como Jesus fez: nunca atirou qualquer pedra nos homoafetivos. Afinal, que diferença faz o que duas pessoas (sejam heteros ou homos) fazem entre quatro paredes? Interessa a quem? (Conheço tantos homens cristãos, CASADOS COM MULHER, que se camuflam...)Reflitam isso no amor e na justiça de Deus.

Anônimo disse...

Nossa... lamento, mas voce nao descobriu a roda, meu amigo. A Igreja nao discrimna o amor entre duas pessoas do mesmo sexo. Muito pelo contrario, estimula. Porém, estimula dentro do aspecto apenas afetivo, nao sexual. Exatamente como voce apontou a contradiçao que, nesse caso, caiu por terra )lembre que foi vc mesmo que retirou o aspecto sexual para mostrar a contradiçao da Igreja no que se refere ao amor entre duas pessoas do mesmo sexo). Procure estudar documentos da Igreja e voce verá que preve inclusive que duas pessoas do mesmo sexo (ou de sexos distintos nao casadas) possam co-habitar um unico lar motivadas pelo desejo de vida em comum (naturalmente, o aspecto sexual estaria excluido dessa uniao). Portanto, esse amor que voce mesmo deixou claro que existe nao é discriminado pela Igreja. Sugiro que voce estude mais sobre a Igreja.

Anônimo disse...

Outra questao que voce se equivoca imensamente é quando fala que Deus criou humanos com desejos homossexuais e por isso ele só poderia ser um sádico ao proibir a pratica do homossexualismo por eles. Ora, seria como dizer que Deus criou o ser humano que deseja matar ou que deseja a morte de alguem (e isso inclui todos nós ou 99% dos humanos. Afinal, quem nunca ...) e, por isso, deveríamos matar já que Deus nos impingiu esse desejo!! Fala serio...

Anônimo disse...

Por fim, o mais ridiculo. O cristianismo, a biblia, uma criaçao do homem baseada nas filosofia grega e judaica... rá rá rá rá .. Fico imaginando os evangelhos de marcos, lucas, joao, permeado pela filosofia grega... rsrsrs Talvez Paulo que teve algum contato, mas seus "Atos" em nada mudaria o conteudo da moral crista estabelecida nos evangelhos. Sugiro mais uma vez, meu amigo, que estude.

Pr.Wendson disse...

A base desse cara para dizer que Deus criou a sensação homoafetiva na humanidade é um outro autor humano! Quanta incoerência! Se você quer falar do que exatamente Deus criou, deve ler a bíblia e não a opinião tendenciosa de pseudocientistas.

Anônimo disse...

O homossexualismo é inevitavel , é como tornar um hetero gay , sentimentos sao divinos , Deus nao criaria uma alma pra condena-la Deus quer a felicidade de qualquer um e antes de cada um nascer ele ja havia nos planejados , Deus é bom , Deus representa o bem

Anônimo disse...

Cristãos abrem os olhos, Jesus disse que tem de amar o próximo como a ti mesmo , e não julgar para não serem julgados, então pra que essa patifaria? Todos, sem exceção cometem pecados, ninguém é Santo minha gente ! Tire a trava dos seus olhos para depois tirar à de seus irmãos.
Fico pasmada como as pessoas, tbm os cristãos são cheios de julgar e olhar tortos p outras pessoas, como se não cometessem pecado kkk e os ensinamentos que Deus passou p nós, onde fica ?
É por esse motivo que o mundo é assim, ninguém respeita ninguém. Se vc tem o conceito que é errado, guarda para si mesmo e respeite, pois vc não é perfeito. Todos vão ser julgados, e todos tem direito a salvação .
A homossexualidade parece que virou o ápice do pecado pras pessoas, vão procurar melhorar a si mesmos e deixarem os outros viverem da forma que acham que é correto . Ninguém vai entrar na mente de ninguém impondo regras, isso é opressão . O live arbítrio é pra todos e o inferno e céu está dentro de cada um e não se esqueça de que a Bíblia não é literal.