Pesquisar este blog

sexta-feira, 1 de junho de 2007

O grande escândalo sou eu!

"Dou gargalhada, dou dentada na maçã da luxúria,
pra quê? Se ninguém tem dó, ninguém entende nada. O grande escândalo sou eu,
aqui, só." (Angela Rô Rô)


Vou falar superficialmente e indiretamente sobre o escândalo do e-mail (um no qual teria eu mandando um e-mail para uma professora do departamento ressaltando a graça de um outro e-mail que ela havia enviado e que por engano teria enviado ao do departamento o que levou-a a me humilhar pública e virtual...). Por que que causou tanto reboliço e meu nome é hoje um dos mais conhecidos do curso de comunicação da universidade? O povo adora ter alguém que considera menos sortudo qu eles aquele que se ferra. Isso os faz parecer superiores. Bah! Superiores... A que? A grande graça do e-mail foi o erro fatal de ter sido lido pela professora. A graça do e-mail é toda a autoridade que ela ostenta o que potencializa o "humor". Estou fugindo da professora. Não sei qual história eu sustento: a de que meu e-mail foi invadido ou da que realmente enviei por engano o e-mail. Vou pensando enquanto o tempo passa. Entretanto, cada vez mais tudo isso parece mais vazio e mais desnecessário por não ter nada demais e por não levar a nada. Sim, a boa e velha "estrada que vai do nada ao nada".

Um comentário:

Ariani Caetano disse...

Você não só é o grande escândalo, como também faz grandes escândalos, está envolvido em grandes escândalos, promove escândalos...